Teste de Depressão

De uma maneira geral, os sintomas de depressão se confundem bastante com sintomas de outras doenças. E saber qual a diferença entre um quadro de tristeza e um caso real de depressão não é a tarefa mais simples do mundo. E verdadeira depressão difere da tristeza em dois pontos-chave, veja no Blog do FalaFreud.

De uma maneira geral, os sintomas de depressão se confundem bastante com sintomas de outras doenças. E saber qual a diferença entre um quadro de tristeza, por exemplo, e um caso real de depressão não é a tarefa mais simples do mundo. “Tristeza é uma emoção, enquanto depressão é uma doença”, explica o psiquiatra Ken Robbins, da Universidade de Wisconsin-Madison – nos Estados Unidos.
E verdadeira depressão difere da tristeza em dois pontos-chave:

Sintomas de depressão

A. Severidade

Os sintomas da depressão são severos o suficiente para dominar sua vida e interferir profundamente em sua rotina diária. É como se você estivesse atolado em um mar de areia movediça e, não importa quanta força faça, apenas não consegue sair dali.

B. Duração

A tristeza com certeza faz parte da lista de sintomas de depressão. Mas, quando é “só” tristeza, o sentimento acaba passando em alguns dias e a vida volta a ser como era antes – o que não acontece em uma caso de depressão, quando a pessoa fica triste o tempo todo e por mais de duas semanas.

E, ao contrário do que muitos pensam, os sintomas de depressão vão muito além da tristeza. A seguir, vamos apresentar 11 sintomas de depressão que são os mais comuns. Mas, antes de falar mais sobre cada um deles, vale um alerta: é possível que uma pessoa deprimida não tenha os 11 sintomas de uma só vez, e a intensidade de cada um deles pode variar. O importante, e fundamental, é verificar se vários desses sintomas estão presentes por mais de duas semanas em você, ou em alguém que você conheça. Nesse caso, talvez seja hora de procurar ajuda médica especializada.

Vamos aos sintomas:

11. Baixo astral generalizado

Quando o baixo astral domina todos os seus momentos, talvez seja hora de ficar em estado de alerta. Perda de interesse na vida, incapacidade de sentir ou expressar felicidade ou outras emoções também fazem parte do pacote. Como dissemos, é normal se sentir assim quando alguma coisa que não gostaríamos acontece com a gente. Como ser demitido, ou terminar um relacionamento, por exemplo. Mas, o normal é que essa melancolia seja passageira. Quando ela insiste em ficar e anula todas as possibilidades de sorrir e sentir qualquer tipo de alegria, ela não se torna apenas um sintoma, mas também uma das evidências mais fortes de que se trata de um quadro real de depressão.

Se você está em dúvida sobre estar ou não nessa situação, pergunte a você mesmo: “quando foi a última vez que eu fiquei feliz?”.

10. Sentimento constante de desesperança, inutilidade ou desamparo

Quando uma pessoa está com depressão, ela não consegue deixar de sentir que está tudo errado e a culpa de todos os problemas do mundo é dela. A pessoa parece incapaz de ver qualquer lado positivo ou luz no fim do túnel. E então começa a se fixar em erros do passado, ficando horas, dias e semanas remoendo um sentimento de culpa infinito. Falas como “eu não tenho escolha”, “eu não posso fazer nada”, “ninguém se importa” são comuns de se ouvir de alguém que se encontra nessa situação.

9. Choro frequente

Quando o choro é frequente e aparentemente não tem uma causa que o justifique, vem “do nada”, ele pode entrar para a lista de sintomas de depressão. Mas é importante ressaltar que nem toda pessoa deprimida chora. Na verdade, algumas nunca choram. E, segundo um estudo feito na Universidade de São Francisco (Estados Unidos) em 2001, a quantidade de choro não está diretamente relacionada à gravidade da depressão. Contudo, pode ser a pontinha do iceberg.

8. Inquietação e agitação constante

Pessoas com depressão podem se sentir incapazes de relaxar. Podem ter também um sentimento constante de irritação e raiva de tudo e de todos.

7. Cansaço exagerado e perda de energia

Normalmente, quando uma pessoa está com depressão e não mostra a agitação de que falamos no item anterior, ela tende a ficar mais quieta e se queixar constantemente de cansaço e falta de energia para tudo. Daí vem uma onda implacável de improdutividade que atinge desde o trabalho até as atividades mais rotineiras. Esse sintoma pode ser tão forte a ponto de a pessoa não conseguir mais nem sair da cama.

6. Perda de interesse em atividades e hobbies que gostava

Esse é um dos sintomas de depressão mais reveladores da doença. A pessoa não tem mais vontade alguma de fazer coisas que antes adorava. E essas coisas podem ser as mais variadas possíveis, como passear com os cachorros, se exercitar, ou tomar conta dos seus sobrinhos. E, assim, a pessoa depressiva vai lentamente se isolando do mundo, recusando convites e qualquer outro motivo para sair de casa.

5. Dificuldade de concentração

Esquecer compromissos e recados, cometer erros bobos, não se lembrar de nomes e evitar fazer planos ou adiar decisões. A pessoa considerada “deprimida” é vítima constante de “pensamentos confusos”. Entre os sintomas de depressão, esse é aquele que começa virando motivo de piada, mas pode ficar sério a ponto da pessoa começar a escrever lembretes para ela mesma.

E atenção: essas falhas mentais associadas à depressão podem se parecer muito com “demência”. E, de fato, as pessoas com esta condição são propensas à depressão, e vice-versa.

4. Dormir demais ou problemas de sono

Falta de sono, ou sono em excesso, e a depressão estão intimamente relacionados. Em algumas pessoas, a depressão se manifesta com insônia, enquanto em outros acontece exatamente o contrário: tudo o que a pessoa quer é dormir. De um jeito ou de outro, a rotina de sono é interrompida e a pessoa nunca se sente descasada o suficiente. Importante saber: a depressão é uma das principais causas de problemas de sono, porque ela interfere nos ritmos biológicos naturais.

3. Falta de apetite ou comer compulsivamente

Esse é mais um caso em que o sintoma tende a aparecer como um extremo ou outro: a pessoa depressiva pode perder totalmente o interesse na comida, ou começar a comer descontroladamente. De um jeito ou de outro, é relativamente fácil detectar um comportamento anormal, principalmente porque nesse caso, um pouco mais que nos outros, os resultados desse comportamento é geralmente visível.

2. Pensamentos suicidas

A depressão é uma das condições mais comumente associadas ao suicídio. Ele começa com o que parece ser uma solução lógica para toda a dor e sofrimento que uma pessoa depressiva sente. De acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos, 90% das pessoas que cometem suicídio tem um quadro clínico de depressão, estão sob efeito de drogas ou ambos.

Quem tem esse tipo de pensamento geralmente fala coisas como “eu queria morrer”, “eu quero acabar com tudo” e por aí vai. O perigo é que muitas pessoas podem pensar que essas são palavras ditas “da boca pra fora”, mas a verdade é que elas realmente sentem essa vontade de colocar um ponto final na vida. E esse, mais do que todos os sintomas, é um indicador de que a ajuda profissional não só é necessária, como é urgente.

1. Dores persistentes, dores de cabeça, cólicas ou problemas digestivos que não melhoram com tratamento

A depressão é estressante. Os efeitos físicos do estresse crônico, somado à falta de cuidados com si mesmo, provocam uma série de problemas de saúde, como os que enumeramos acima. Obviamente, alguns destes sinais físicos podem ser pistas para problemas de saúde não relacionados à depressão. O importante é perceber se isso está acontecendo junto com outro(s) sintoma(s) que listamos neste artigo.

Dica: levar uma pessoa ao médico sob o pretexto de avaliar sintomas crônicos permite que você tenha uma chance de fazer um relatório completo de outros sintomas preocupantes que podem levar ao diagnóstico de uma depressão. Isso pode ser muito importante porque pessoas com depressão costumam negar essa condição e todos os possíveis sintomas relacionados a ela. E, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental, até os casos mais severos de depressão costumam responder muito bem ao tratamento adequado.

FalaFreud é o melhor caminho para a terapia de forma fácil, acessível e conveniente para aqueles que procuram uma vida melhor. Você pode se conectar com um terapeuta do conforto e privacidade da sua casa usando o seu smartphone, baixe o nosso aplicativo em http://www.falafreud.com/ e converse hoje mesmo com um terapeuta.

 

Gostou deste conteúdo e quer ler mais sobre Terapia ? Acesse o Blog do FalaFreud e leia nosso conteúdo feito por nossos especialistas para você !

27 pensamentos em “Teste de Depressão”

  1. Vichi estou passando por uma fase bem difícil e tive q recorrer ao psicólogo ao psiquiatra a vários remédiose a dor e permanente na alma a dor no corpo eenfermidades sem causa

  2. Vivo uma depressão,tenho 65 anos estou assim á cinco anos,por várias vezes internado em Psiquiatria,estou medicado mas sinto me afogar cada vez mais no suicidio,passo dias e horas a chorar,vivo com medo,só me apetece estar deitado mas não durmo,estou desde que me levanto até me deitar com dores de cabeça,e com dores no corpo,não quero sair de casa,detesto tumar banho,sou obrigado.tenho sempre maus pensamentos.
    Só me apetece por um ponto final na vida.
    Gostava de pedir ajuda

    1. Depressão é uma doença. Não é motivo de risada, é a mesma coisa que rir de um braço quebrado, não faz sentido.
      E assim como qualquer outra doença, ela não melhora se você não tratar. E acredite, é insuportável.

  3. me descreveu mas eu vou mencionar aqui que a única coisa que me faz feliz que me faz sentir prazer é me mutilar essa é a unica maneira de eu me acalmar o suficiente para dormir a noite ou para acabar com a ansiedade por todo o dia sinto que isso me relaxa

  4. Tenho 79 anos, sou desquitado, vivo sozinho, minha aposentadoria não é grande… teria todas as condições de ser depressivo, no entanto, aceitei essa condição de vida… vivo só, não sofro, não perco sono, não choro, vivo entusiasmado, tenho até uma namorada que nos relacionamos lá no passado, há 35 anos, e pretendemos nos unirmos novamente. Se eu fosse depressivo nada disto faria parte da minha vida.
    Cada um tem que enfrentar os problemas como surgem… não procure a felicidade, pois quem procura, nunca achará… daí, a depressão. Lute, seja independente em quaisquer situações, liberte-se do mental comum, crie o seu mental longe do mental humano, fuja dos exemplos humanos, fique longe dos modelos dos humanos. Crie e seja dono da sua vida. Não siga o pensamento das pessoas e nem das religiões. Não dependa emocionalmente de ninguém. Aceite o que a vida lhe apresentar, não lute contra a vida. Faça dos reveses um fator maior de fortalecimento pra enfrentar a vida. Seja independente. Seja sempre você mesmo!

    1. Se fosse simples assim, a depressão seria considerada uma doença rara. Pelo fato de ter uma raiz fisiológica, que atrapalha e/ou interrompe a comunicação entre neurônios. Portanto, não se trata de força de vontade ou modo de encarar a vida. Essa postura diante do enfermo, só faz com que sua dor e sofrimento piorem.

    2. UNHUDO Parabens pra vc.
      Mas é uma pena que só é capaz de entender um problema quem um dia passou ou passa.
      Para quem nunca passou, um conselho: nao fale do que vc nao entende.
      Na teoria, todos os conselhos funcionam.
      É como dizer a quem quebrou uma perna : levanta-se. Vc consegue !
      QUE PENA sua falta de sensibilidade

    3. Tenho 54 anos fiz esse mês tenho recaidas e faz 3 anos que perdi minha irmã ando tendo recaida ,me trato com pisquiatra tomo remedios mais paresse nada fazer efeito ,tenho um filho com 28 anos mora comigo sofre por mim eu não queria ser assim ,ele me da o maior apoio ,sou casada a 37 anos mais eu e meu marido somos só amigos ,vivo dormindo não tenho prazer para nada já pensei ja tentei me matar ,mais nada me ajuda a sair dessa nem medicos particular nem medicos de convenio ,minha vida é viver deitada tendo crises de depressão ,não sei como sera meu fim,mais preciso de Deus e de ajuda dos homens da terra

  5. Trabalho como faxineira (diarista) em casa de família mas qndo chego em casa não tenho vontade de fazer nada, não quero nem conversar quero silêncio e qndo tenho folga prefiro ficar em casa sem fazer nada e com a casa totalmente trancada

  6. Boa noite, eu tenho 14 anos nunca fiz terapia mas já tentei 3 suicidios, procuro evitar falar com isso com meus responsáveis, minha mãe e meu padrasto no caso. Todos os testes que faço dão ‘ depressão severa ‘. Eu não sei oque devo fazer, se devo começar um tratamento com especialistas ou tentar superar só.

    1. Andriélli, Minha querida meu coracao dói de ver uma menina tao nova assim.
      Mas procura alguem de sua confianca para falar dos seus medos e suas tristezas,frustraçoes e quem vc sabe que nao vai te julgar, mas vai te ouvir e compreender, te aceitar e acolher.
      E com certeza precisa de ajuda profissional -psicoligo/psiquiatra pra comecar a viver de verdade.

  7. Tbm ando assim com todos esses sintomas , Sempre mim pego com uns pensamentos ruins ! Tenho uma filha de 1 ano e 4 meses e tenho medo de não conseguir ser uma Mãe . .Boa o suficiente pra ela .

    1. Marlucia, Mas procura alguem de sua confianca para falar dos seus medos e suas tristezas,frustraçoes e quem vc sabe que nao vai te julgar, mas vai te ouvir e compreender, te aceitar e acolher.
      E com certeza precisa de ajuda profissional -psicoligo/psiquiatra pra comecar a viver de verdade e ser a mae que sua filha precisa.

  8. Comecei a ter alguns desses sintomas a algum tempo só que piorou depois que meu paí fale céu vai fazer 10 meses segundo o médico queeu fui ele disse que isso foi a gota água pra piorar estou com síndrome do pânico tomo remédio pra dormir choro muito tem dias que entro em desespero e difícil mas vou levando

  9. Tenho depressão me trato com psiquiatra sinto mutas dires aceleração no coração. Tremores e sufocação e insuportável nao sei mais o que fazer tomo os remédios e me sinto mal do mesmo jeito.nao tenho vontade de ir trabalhar mais .parece que a depressão e mais forte que a nossa própria força.

  10. minha vida!
    hoje percebi que minha vida é um .
    parrei de trabalhar.
    não consigo fazer nada .
    não me arrumo mais.
    não tenho maquiagem.
    não posso mais me arrumar.
    trabalho pro meu marido mais não recebo.
    quero comprar alguma coisa e não posso.
    minguem me da valor.
    só me procuram quando precisam de mim.
    só saio de casa para trabalhar ou compromisso muito importante para alguem.
    e muito mais .
    então resumindo minha vida é um ponto final.

    1. Simples..
      Você está onde se colocou, não espere que os outros vão te dar valor, aceitar algo que vai contra sua vontade é o maior desrespeito que você pode cometer com você mesma.
      Aceite apenas oque te faz bem, impondo seu respeito todos passam a te ver de uma forma diferente e não como “algo” alí.
      Quando quero dizer NÃO eu digo para qualquer um, não importa a idade ou o estado mental da pessoa.
      Após alguns anos sendo assim me sinto profundamente respeitado e admirado por muitos, principalmente por minha sinceridade em dizer não quando algo vai contra minhas vontades ou princípios.
      Jamis se permita pensar como uma derrotada, existe infinitas possibilidades de ser feliz, não escolha ser infeliz.

  11. As únicas coisas que me mantém vivo além de estar vivo, é assistir minhas séries favoritas, como Supernatural, Stranger Things, 13 Reasons Why, Perdidos no Espaço, The Rain, e outros, meus animes One Piece é o meu favorito, outros são Inazuma Eleven Ares no Tenbin, Death Note, Shingeki no Kyojin, e vários outros, meu interesse por astronomia, que gosto muito, filmes, desenhos, games, fora isso, mais nada.

  12. Tenho todos os sintomas relacionados só não desistir da vida por que tenho minhas filhas …
    Me sinto inútil em tudo que faço , choro por qualquer motivo ate sem ele …
    Não procuro ajuda por me sentir envergonhada e com medo de ouvir que é uma mera frescura mas só eu sei o que sinto e não é nada bom .

  13. Olá pessoal, eu tenho 36, sou casado e tenho uma filha de 01 ano, e há alguns meses eu estou passando por uma situação muito confusa na minha cabeça. Não tenho vontade de fazer nada, sem vontade de sair, sem fome, (estou até emagrecendo), sem animo para trabalhar. As vezes me estresso com facilidade a acabo discutindo com minha esposa. Brigo por problemas bobos. As vezes choro também do nada. Sempre fui animado, alegre e ultimamente não estou mais assim. Fico tentando entender qual o problema, mas a resposta não vem. Ainda não procurei ajuda profissional, mas pretendo.

    1. A realidade em que vivemos é muito diferente da que planejamos.
      Enxergar a realidade da vida ou determinado momento nos trás a certos questionamentos?
      Será que sou feliz com minhas escolhas? Minha família, esposa, vida que tenho? Será que é isso que realmente queria?
      Se imagine vivendo sozinho? Será que você seria feliz?
      Se a vida que leva está tudo ok, você não tem problema algum, é apenas uma fase.
      Só tem desilusão que cria ilusão.

  14. Olá,meu nome é Rita e eu tenho 15 anos.
    Após ler este artigo, notei que apresentava tudo (ABSOLUTAMENTE TUDO) que eu estou passando!
    Só para se ter uma ideia,minhas notas começaram a baixar e meus pais foram chamados na escola..lá a direção disse a eles que eu tinha muita falta de atenção e eles apenas disseram que isso era “absolutamente normal”. Isso,obviamente,me deixou muito triste,não só pelo fato de meus próprios familiares não acreditarem em mim,mas também muitas pessoas próximas ..
    Eles pensam que isso é brincadeira e eu fui-e ainda sou-motivo de piada.Dizem que quem pensa em suicídio é ignorante,mas, sinceramente, acho que essas mesmas pessoas deveriam aprender a não julgar alguém quando você nem sequer sabe o motivo que à fez agir daquela forma!
    (OBS.: Me perdoem se falei algo errado, mas é essa minha opinião a respeito das pessoas que falam isso!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *