Assumir nossas responsabilidades nos leva a felicidade

O terapeuta Sean Swaby conta que como conselheiro, ele que geralmente faz as perguntas ao paciente. Até brinca que é pago por cada pergunta que faz e por isso sempre procura fazer boas perguntas.

Recentemente uma paciente lhe fez uma pergunta simples, mas que lhe deixou perplexo e sem resposta.

Sua paciente levantou a questão de que achava sua família “disfuncional”e então começaram a discutir sobre o sentido desta palavra.

Geralmente usa-se esta palavra quando você está bravo com alguém, você os chama de disfuncionais. A palavra assumiu muitos significados em nossa cultura, incluindo alguém que é:

  • Incapaz de lidar com a vida

 

  • Tem dificuldade de relacionamento e intimidade

 

  • Confusão emocional

 

  • Não ser normal

 

  • Não gostar do resto das pessoas

 

Terapeutas sempre confrontam com este conceito, toda vez que esta palavra aparece em uma conversa. Disfuncional, é uma palavra que gera uma gama de comparações, julgamentos, vergonha e geralmente chega-se a conclusão de que somos pessoas perdidas e anormais.           

Então a paciente de Sean, de apenas 15 anos, lhe fez a seguinte pergunta:

“O que é uma pessoa funcional para a sociedade, afinal?”

Assim eles começaram  a analisar que ninguém é normal e como isso é normal. Sean encorajou sua paciente a pensar sobre sua vida, sobre o relacionamento com sua família e o que ela poderia fazer para se tornar a pessoa que gostaria de ser.

Essa conversa ajudou o terapeuta a entender sobre um aspecto crucial do que é a terapia. Isso também  fez perceber sobre como usamos essa idéia de “disfunção” para evitar a responsabilidade pela nossa felicidade.

Responsabilidade irá te libertar

A terapia deve ajudar a nos tornarmos mais funcionais nos nossos relacionamentos e na vida profissional. Ou seja, aprendemos a ser melhores seres humanos.

Uma das realizações de Freud foi simplificar o que significa ser um ser humano em funcionamento. Ele concluiu que: o amor e o trabalho são a pedra angular da nossa humanidade.

Você é responsável por si mesmo, pelo seu trabalho e  por como você ama.

Ser funcional é aprender a ser livre para ser o que você é. Conseguir identificar pelo o que você é responsável, pode te libertar.

Nós encontramos o nosso caminho para a felicidade quando chegamos no ponto em que admitimos que fazer  tudo o que queremos não é o suficiente, temos que ter responsabilidade sobre nossas escolhas também.

Pare um momento e reflita sobre as seguintes questões:

O que cada um de nós somos responsáveis?

São coisas que nos levam para a nossa felicidade, para nossa capacidade de amar e encontrar o nosso caminho no mundo?

Você pode ter suas próprias idéias, pode torná-las simples como Freud ou pode ter mais alguns itens para adicionar à lista. Mas aqui estão alguns aspectos da nossa humanidade que achamos úteis:

1- Eu sou responsável por respirar

Ninguém mais pode respirar por você. Respirando é como diminuímos nossos batimentos cardíacos e pensamentos. A respiração é uma maneira de desacelerar a mente e de conectar com seu interior.

2- Eu sou responsável pela minha recuperação

Nosso bem-estar é nossa responsabilidade. sua saúde mental, sua saúde fisica, seus relacionamentos e suas emoções são suas responsabilidades.

3- Eu sou responsável pela minha felicidade

Não é sua família, seu parceiro, seu trabalho ou seus sonhos que são os responsáveis pela sua felicidade. Ter curtidas no Facebook, Instagram não farão de você uma pessoa feliz.

Se não puder ser feliz aqui e agora, não ficará feliz. E só você pode decidir ser feliz.

4- Eu sou responsável pelo meu autoconhecimento

Conhecendo e entendendo a si mesmo e sendo íntimo de você mesmo, só  assim conseguirá ter intimidade com pessoas que você se importa.

Ninguém é perfeito. Temos  que nos aceitar, da maneira que nós somos, com nossas fraquezas e qualidades.

5- Eu sou responsável pelas minhas atitudes

Temos que ser responsáveis tanto nos bons momentos, de sucesso, e o mais importante nos momentos mais difíceis e desafiadores. Temos responsabilidade de como respondemos a cada circunstância.

6- Eu sou responsável a aprender com o passado mas não deixar que ele domine os meus pensamentos.

Não podemos mudar o passado mas podemos usar o passado para mudar quem somos e o nosso futuro.

7- Eu sou responsável por amar e ser amado

Amando, nós encontramos a felicidade. E somos responsáveis também por ser amados. Devemos estar abertos para receber o amor de outras pessoas.

8- Eu sou responsável pelos meus bens

Você pode dividir sua casa, veículos, finanças, investimentos, etc… Mas você é responsável por ganhar dinheiro, gastá-lo sabiamente e cuidar do que possui. Você é responsável por garantir que o que possui, não seja seu dono.

Saber o que você é responsável pode te libertar.

Disfunção e nosso costume de evitar certas verdades

Disfuncional pode ser um rótulo, mas é em última instância, uma maneira de evitar.

Quando se conforma com a idéia de que você ou alguém que você gosta é disfuncional, isso limita sua maturidade e felicidade.

Decidir que você é disfuncional, é mais seguro. Isso faz com que outras pessoas, circunstâncias ou o nosso passado sejam responsáveis ​​pela nossa felicidade.

Assumir sua responsabilidade é difícil, mas isso levará a uma felicidade duradoura e mostrará o caminho para viver a vida que quer viver.

Ser um ser humano saudável não é sobre se encaixar em perfis ou ser como todos os outros. É mais sobre aceitar quem você é e se esforçar para se amar e a outras pessoas.

Uma das coisas que seu terapeuta fará com você,  será ajudá-lo a tornar-se mais saudável e mais conectado.

Você aprenderá a viver, amar e trabalhar. Uma das chaves do crescimento é identificar as coisas que você é responsável por si. Tire um tempo para pensar sobre isso e fale com o seu terapeuta sobre suas respostas.

 

Equipe FalaFreud

FalaFreud é o melhor caminho para a terapia de forma fácil, acessível e conveniente para aqueles que procuram uma vida melhor. Você pode se conectar com um terapeuta do conforto e privacidade da sua casa usando o seu smartphone, baixe o nosso aplicativo em http://www.falafreud.com/ e converse hoje mesmo com um terapeuta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *