O que é e quais os benefícios da psicoterapia?

É comum que, ao procurar pelo tratamento ideal, você possa confundir algumas especialidades do campo da Psicologia, área que possui uma ampla diversidade. Contudo, neste texto você vai aprender as principais diferenças entre psicoterapia e a psicologia clínica, além de compreender como elas atuam.

Qual o papel da Psicologia?

Antes de compreender o que a Psicologia propõe, é importante dizer que todo ser humano possui comportamentos que se diferenciam de outro indivíduo. Por exemplo, mulheres tendem a ter determinadas atitudes ações que os homens geralmente não têm.

No entanto, o papel da Psicologia entra justamente a partir desse momento, pois o objetivo dela é ir além de uma simples mudança ensaiada de comportamento. Para que seu trabalho funcione, é fundamental focar na construção e reconstrução de sentido acerca da vida, questionar a palavra e todos os atos que você toma.

Assim, quando o profissional estuda a Psicologia e se apropria de seus fundamentos e práticas, ele consegue ampliar as formas de resolução dos problemas. Além disso, o paciente vendo as experiências e os comportamentos com outro olhar, pode tomar consciência das atitudes e, por fim, melhorá-las.

Como funciona a psicoterapia e a psicologia clínica?

Dentre o extenso universo de atuação dessa área, a psicologia clínica e psicoterapia se destacam por controlar seus esforços no bem-estar mental do paciente. A primeira alternativa é que mais sofre com mudanças ao longo do tempo.

A psicologia clínica não se caracteriza pelo local em que são realizadas as consultas, no consultório como antigamente. O destaque dela é pela qualidade da escuta e da acolhida que oferece ao sujeito que passa por problemas emocionais.

Como foi dito, ela está em constante mudança. É por isso que atualmente existem diversas plataformas com atendimentos psicológicos online. Em linhas gerais, a pessoa recebe um olhar diferenciado no momento da consulta. 

O sujeito é visto como um ser singular e que possui um perfil único. Sendo assim, a clínica precisa dar segurança para o paciente compartilhar essas questões mais particulares.

Por outro lado, a psicoterapia se trata da aplicação de técnicas especializadas no tratamento de distúrbios mentais ou problemas de ajustamento cotidiano. A diferença é que para dar início nessa ação, o psicólogo se baseia em alguma abordagem específica.

Há três maneiras básicas de se fazer a psicoterapia: individual, coletiva (ou de grupos) e a institucional, podendo ser realizada em casas de saúde, instituições que costumam ter internos, entre demais opções. 

Vale lembrar ainda que ela é acessível para todos os públicos e idades. Crianças, adultos, idosos, casais, adolescentes e famílias podem se beneficiar desse atendimento. 

Quais os principais benefícios da psicoterapia?

Os efeitos positivos do tratamento podem ser muito individuais em cada caso. Porém, a psicoterapia age como um catalisador no desenvolvimento do suporte social. Ou seja, favorece a diminuição dos comportamentos de inibição ou repressão emocional.

Um outro benefício é permitir o reconhecimento público do impacto dos acontecimentos. Deste modo, o indivíduo assume mais consciência pelas situações traumáticas e conseguem redefinir essas experiências em algo mais saudável.

Onde encontrar o tratamento adequado?

Para ter a melhor ajuda psicológica nesse momento, é importante anotar alguns pontos:

  • Escolha um psicólogo de sua preferência. Ele é o mais indicado para auxiliar nessa jornada;
  • Esteja disposto a ter novos hábitos para o bem da saúde mental e física. Você precisa se abrir e entender a importância de como a terapia o poder de transformar sua vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui