Fatores psicológicos por trás da obesidade; Entenda

Muitas vezes achamos que o problema está apenas com a alimentação ou com a genética… e então esquecemos dos fatores psicológicos por trás da obesidade. Mas antes de culparmos a alimentação, precisamos rever nossa relação com a comida.

Muitas vezes, a obesidade não é decorrente de um único fator, mas sim o conjunto de vários. Ingestão alta de calorias, pouca atividade física, fatores genéticos.. mas será que existem também fatores psicológicos por trás da obesidade? Confira a matéria e entenda mais!

Ansiedade x comida

Apesar de precisamos nos alimentar para sobrevivermos, nem sempre este ato está relacionado apenas com a nossa sobrevivência. Nossas atitudes com a comida vêm acompanhadas de aspectos emocionais. Isto é, nós comemos de acordo com o que sentimos.

Esse comportamento tem origem logo que nascemos. Isso porque, como aponta a terapeuta do FalaFreud, Dayane Fagundes, “o primeiro ansiolítico e antidepressivo que conhecemos é o leite materno. É comum que as mães ofereçam leite ao bebê assim que ele chore, como uma primeira reação, sem ter certeza se ele está mesmo com fome ou sede, entediado, com cólica… “

Depois que essa cena passa a acontecer com frequência, isto é, o bebê chora e a mãe logo oferece o peito ou a mamadeira, isso faz com que o neném associe frustração com comida. Assim, portanto, ele cria um esquema padrão de pensamentos, que continua se repetindo quando crescemos (frustração, ansiedade ou qualquer tipo de desconforto trazem a ideia de que “preciso de comida para me acalmar”).

A obesidade como gatilho dos fatores psicológicos

A obesidade é acionada como um gatilho. Esse gatilho pode acontecer devido a perdas, momentos difíceis, tristezas, decepções, términos de relacionamento,etc. São diversas as causas, porém, o importante é que os fatores psicológicos por trás da obesidade sejam trabalhados na terapia.

Ao conversar com um psicólogo, você conseguirá compreender a forma como interage com os alimentos. Por que está descontando suas emoções na comida? Quais os gatilhos que te fazem correr para a compulsão? Essas e outras questões te ajudarão a encontrar equilíbrio para sua relação com a comida.

Dica da terapeuta do falafreud para emagrecimento e mudança de hábitos

Para os que querem emagrecer ou mudar seus hábitos alimentares, a terapeuta Dayane recomenda observar seus pensamentos. Perceba qual é o pensamento que aparece antes do momento de compulsão. Esse pensamento aciona um sentimento, como, por exemplo, tristeza, ansiedade, estresse e esse sentimento te leva a comer.

Outra dica é procurar um terapeuta que trabalhe com PNL (programação neurolinguística). O tratamento é um dos mais indicados para pessoas que querem emagrecer sem sofrimento, uma vez que elas não se sentirão privadas de nada. O tratamento consiste em primeiro mudar pensamentos e hábitos até conseguir concluir seus próprios objetivos.

Assim, portanto, durante a terapia você estará mudando não apenas seu corpo, mas também sua mente, entendendo os fatores psicológicos por trás da obesidade e como eles interferem na sua vida.

Confira o vídeo da terapeuta Dayane Fagundes sobre os fatores psicológicos por trás da obesidade:

Gostou do conteúdo? Quer ler mais sobre Dicas Para Saúde Mental? Acesse o Blog do FalaFreud e leia nosso conteúdo feito por nossos especialistas para você!

Quem tem uma agenda cheia sabe como pode ser difícil marcar uma consulta e conseguir conciliar seus horários pessoais com o do profissional. Porém, por ser online, fica muito mais fácil para o psicólogo conseguir te atender em horários flexíveis, como, por exemplo, de manhã bem cedo ou até tarde da noite – coisa que em um consultório é bem difícil isso acontecer.

Clique abaixo para baixar o FalaFreud e se conectar com um dos nossos psicólogos por apenas R$159,99 por mês.

Download App