Como a televisão pode influenciar suas emoções?

Tudo que vemos ou ouvimos, interfere no nosso modo de sentir. Portanto, as mensagens passadas na televisão, afetam completamente nossas emoções. Clique e leia no Blog do Fala Freud !

Assistir televisão é um dos hobbies mais comuns que existe. Quem é que não gosta de ficar esparramado no sofá, vendo algo na Tv?

Mas é preciso ter atenção, pois ao mesmo tempo que ela pode ampliar nossa visão de mundo, também pode ser a causadora de vários problemas emocionais. Por isso devemos ser bem críticos no hora de escolher algo para assistir.

Tudo que vemos ou ouvimos, interfere no nosso modo de sentir. Portanto, as mensagens passadas na televisão, quando forem negativas, podem acionar em nós, sentimentos como a tristeza, a raiva e várias outras emoções negativas. Continue lendo “Como a televisão pode influenciar suas emoções?”

Você é muito negativo?

Desde que nascemos uma das primeiras palavras que aprendemos o significado é não. E a cada não, o choro do bebê mostra o quanto isso traz descontentamento, o quanto traz sofrimento. Mas, se traz sofrimento qual a vantagem de pensar negativo sendo que existe a possibilidade do sim? Clique e confira no Blog do FalaFreud.

Não acredito! Não sei se vou conseguir! Não me chame assim! Não me olhe desse jeito! Não tenho tempo para nada! Não vai dar tempo!

Você já parou para pensar o quanto usa a palavra não todos os dias? O cérebro humano não raciocina a palavra não. Se eu disser para você:

– Não pense em limão! Seu cérebro já pensou e visualizou um limão e algumas pessoas até encheram a boca d´água.

A palavra não nos traz um sentimento negativo. O não dói, incomoda, aborrece. Lidamos com o não e a frustração que ele traz o tempo todo. Desde que nascemos uma das primeiras palavras que aprendemos o significado é não. E a cada não, o choro do bebê mostra o quanto isso traz descontentamento, o quanto traz sofrimento. Mas, se traz sofrimento qual a vantagem de pensar negativo sendo que existe a possibilidade do sim? Continue lendo “Você é muito negativo?”