Saiba o que é esquizofrenia

A esquizofrenia, é uma doença psicológica bastante conhecida, mas não muito recorrente, afinal apenas 1% de toda a população possui esse tipo de problema.

Essa doença tende a desenvolver principalmente, em homens com idade de 15 a 35 anos e não é comum diagnosticá-la logo no começo, pois os seus sintomas só se agravam com o passar do tempo.

O ideal é que logo depois de diagnosticada, a doença mental seja tratada de forma que o esquizofrênico possa conseguir ter uma vida normal.

Para que você possa entender um pouco mais sobre a esquizofrenia, separamos algumas informações importantes acerca dessa doença. Então, confira o nosso post, e saiba mais!

O que é esquizofrenia?

A esquizofrenia é um transtorno mental que não é muito recorrente, mas possui graves sintomas, pois o esquizofrênico perde o contato com a realidade de forma a não conseguir se relacionar com as pessoas e nem fazer as suas atividades profissionais.

Esse transtorno provoca limitações relacionadas aos sentimentos, comportamentos e pensamentos dos indivíduos, tornando-os incapacitados de diversas formas.

Por isso, logo após o seu diagnóstico, é importante tratar a esquizofrenia por meio de  tratamento psicológico com profissionais especializados.

Quais são os tipos de esquizofrenia?

Existem diversos tipos de esquizofrenia, desde os níveis mais leves até os mais graves.

É importante salientar que qualquer um desses tipos afetem o dia a dia do indivíduo e que a esquizofrenia é uma doença grave, que provoca confusões na mente do esquizofrênico.

Esquizofrenia simples

Esse tipo de esquizofrenia torna o indivíduo menos sociável e por isso suas expressões de afeto são diminuídas.

Além disso, o indivíduo que possui esquizofrenia simples, tende a ter mudanças repentinas de personalidade.

Esquizofrenia paranoide

Assim como a esquizofrenia simples, a paranoide também provoca isolamento social. No entanto, ela é um pouco mais grave, pois o esquizofrênico paranoide tem sensações de que está sendo perseguido.

Nesses casos, é importante que o esquizofrênico seja acompanhado por pessoas a todo momento, afinal repentinamente ele pode ter surtos.

Esquizofrenia desorganizada

Já na esquizofrenia desorganizada, o indivíduo possui pensamentos confusos e, por isso, tem comportamentos sem nexo, que muitas vezes o torna infantil.

Esquizofrenia catatônica

A esquizofrenia catatônica, por sua vez, torna o indivíduo apático. Por isso, nesse caso o esquizofrênico pode permanecer por bastante tempo na mesma posição, sem realizar nenhum movimento.

Esquizofrenia residual

Na esquizofrenia residual, o indivíduo possui limitações em relação ao convívio social, e a expressão das emoções.

Nesse caso em específico, os sintomas aparecem com uma frequência bem menor quando comparado aos demais tipos de esquizofrenia. 

Quais são os sintomas da esquizofrenia?

A esquizofrenia pode gerar diversos sintomas que afetam diretamente a vida pessoal e profissional do esquizofrênico. Por isso, é necessário rapidamente iniciar o tratamento terapêutico, para que ele consiga ter uma rotina normal e assim realizar as suas atividades do cotidiano.

Dentre os principais sintomas desse transtorno mental, estão:

  • Delírios;
  • Alucinações;
  • Pensamentos confusos e desordenados;
  • Diminuição da expressão de afeto;
  • Dificuldade em se relacionar com as pessoas e realizar atividades;
  • Agitação;
  • Diminuição de fala.

Importância do tratamento da esquizofrenia

Se você perceber que está tendo sintomas parecidos com os que relatamos ou conhece alguém que esteja com comportamentos confusos e desordenados, é importante que rapidamente procure ajuda através do tratamento terapêutico, pois o avanço desse transtorno mental, pode desenvolver problemas ainda maiores.

Uma excelente opção, é fazer a terapia online, pois esse acompanhamento pode ser realizado sem precisar sair de casa, no horário que seja mais conveniente para você. Comece a fazer agora mesmo!

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho que a esquizofrenia se inicia exclusivamente com um evento traumático , que é negado inclusivamente pela psiquiatria e que gera uma situação conhecida como double bind ou comunicação paradoxal (geradora de stress psicologico) :
    – ou negamos a realidade
    – ou entramos em conflito com o mundo. Ambas as soluções gerando psicose.
    Acho interessante também experiencias como a de rosenhan, que demonstram a fragilidade dos diagnósticos em psiquiatria.
    A medicação acredito que ajuda a estabilizar a doença, mas infelizmente não se encara a causa de frente.

  2. Boa noite.
    Tenho um caso de esquizofrenia na minha família, meu filho. Ele está em tratamento, a força mas está , porque acredito ser esta a primeira parte de iniciar um tratamento eficaz. Mas escrevo aqui para ter uma opinião sua, percebi que as pessoas não falam muito sobre este assunto, por medo, vergonha, não saber lidar com a doença. Ela realmente detona a família toda se não for bem estruturada…por isso eu hoje bem mais forte com tudo que passei , gostaria de começar um blog pra ajudar outras pessoas com o mesmo problema…o que acha? Como devo começar??? Queria um norte, se possível…. Me chamo Lisiane, tenho 41 anos.
    mãee do John de 24 com esquizofrenia.
    Obrigadaa.

  3. Amiga…sou um estudioso do espiritismo, e também paciente de esquizofrenia…ao estudar os dois temas (tanto o espiritismo quanto a esquizofrenia), aprendi algumas técnicas que ajudaram a diminuir os sintomas da minha doença e hj vivo uma vida produtiva e normal. Uma técnica muito importante que estudei foi a técnica de projeção astral durante o sono. No espiritismo isso se chama de APOMETRIA. Aplicando esta técnica, com o tempo tive consciência da vida espiritual e aprendi um fato muito importante, que vou resumir aqui para vc, para não me estender muito. Peça para seu filho fazer a seguinte oração (em silêncio mental): “Através desta oração, magnetizo minhas mãos com o poder curativo do divino, e, com minhas mãos magnetizadas com o poder divino, vou fazer um reboot do meu cerebro e curar os sintomas da minha esquizofrenia. Vou colocar minhas mãos e minha cabeça e curar os sintomas da minha esquizofrenia. Então agora, magnetizo minhas com o poder curativo do divino, coloco minhas mãos em minha cabeça e curarei os sintomas da minha esquizofrenia.” Isso, junto com a medicação, me ajudaram muito. faço isso todos os dias, pela manhã e vivo normalmente;

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui