Ataque de pânico: veja o que fazer e como se acalmar durante uma crise

como se acalmar durante um ataque de pânico
como se acalmar durante um ataque de pânico

Ataque de pânico: veja o que fazer e como se acalmar durante uma crise

Quem já vivenciou um ataque de pânico sabe o quanto esta experiência pode ser desagradável. Os sintomas físicos como falta de ar, palpitações, vertigens são tão intensos que podem até ser confundidos com um infarto. Mas existem algumas formas de minimizar as crises. Veja a seguir como lidar com os ataques de pânicos e entender o que fazer durante esses momentos.

O que é um ataque de pânico?

É muito importante que a pessoa que está vivenciando um ataque de pânico saiba o que é o transtorno e porque ele acontece. Existe uma série de fatores que podem ser responsáveis pela Síndrome do pânico, uma vez que cada indivíduo tem a sua subjetividade e vivência à experiência por alguma razão pessoal, porém, o ataque de pânico normalmente vem depois de situações de muito estresse. A crise costuma surgir em momentos de pressão, medo ou de muita ansiedade.

Como lidar com um ataque de pânico

É bem difícil conviver com ataques de pânico e com as sensações físicas que essas crises provocam. E fica ainda mais angustiante por não ser possível prever quando esta situação acontecerá. Porém, existem exercícios que podem ser feitos durante o momento de crise que vão te ajudar a se acalmar e lidar com a situação de uma forma menos traumática.

  1. Concentre-se em sua respiração

Por mais difícil que seja, é muito importante durante a crise tentar se manter calmo e focar na sua respiração. É muito comum ao indivíduo que vivencia um ataque de pânico ter uma hiperventilação. Isso acontece porque a respiração fica superficial e priva o corpo de oxigênio, o que faz com que o cérebro pense que a pessoa está morrendo, causando ainda mais pânico.

A dica, portanto, é se concentrar na respiração para assim tentar reduzir a intensidade desta reação. Coloque a mão em seu peito e inspire por dez segundos. Segure o ar por três segundos e solte,expirando, em uma contagem de dez segundos. Continue fazendo este exercício até sentir seu corpo relaxar.

  1. Lembre-se: você não está morrendo

Como alguns dos sintomas são hiperventilação e aceleração cardíaca ou palpitações, o cérebro pensa que você está morrendo e entrará no modo de sobrevivência, o que causa mais pânico.

Nestas situações, lembre-se que você não está morrendo, mas sim que está tendo um ataque de pânico. Pense que você está seguro e esse sentimento ruim passará em breve. Alertar o cérebro de que isso é apenas um ataque de pânico pode parecer simples, mas vai reduzir a intensidade da reação.

  1. Volte ao presente

Durante o momento de crise, é muito comum que as pessoas se entreguem e não consigam mais discernir o que está acontecendo. Por isso, uma dica importante é quando você sentir que está prestes a ter um ataque de pânico, tente trazer sua mente de volta ao presente. Para isso, sinta cada parte do seu corpo, seus pés no chão, preste atenção aos barulhos que você ouve ao seu redor, sua respiração, os cheiros daquele ambiente. Isso vai te acalmar, pois vai fazer com que o seu cérebro se concentre no momento presente, em vez de vagar por pensamentos angustiantes que estão desencadeando o ataque.

  1. Procure ajuda de um terapeuta

Se você vivenciou um ataque de pânico, é muito importante procurar um profissional da área para te ajudar a entender o porque do que aconteceu e principalmente evitar que você tenha novas crises. Os ataques de pânico são resultado de estresse, medo e ansiedade. Assim, na terapia você poderá entender os principais problemas e gatilhos para esses ataques de pânico. Você também aprenderá novas maneiras de fortalecer suas estratégias de enfrentamento para ajudá-lo a se acalmar de um ataque de pânico.

O FalaFreud pode te ajudar neste momento difícil. Através do nosso aplicativo, você tem acesso a um terapeuta online todos os dias de segunda a sexta-feira, que vai acompanhar o seu caso e te ajudar a entender de onde vem esta ansiedade e estresse que está vivenciado e como lidar melhor com tudo isso. Não hesite em procurar ajuda.

Fonte: https://www.betterhelp.com/advice/panic-attacks/how-to-calm-down-from-a-panic-attack/

Gostou deste conteúdo e quer ler mais sobre Dicas Para Saúde Mental  e Terapia ? Acesse o Blog do FalaFreud e leia nosso conteúdo feito por nossos especialistas para você !

18 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite amigos/as,

    É mesmo horroroso ter ataques de panico,pois parece que o mundo acaba ali,naquele momento de horror,em que parece que vamos morrer com tanto sofirmento.Realmente ja que manter uma respiração calmar,para evitar a hiperventilação.O que fará com que o sistema nervoso começe a acalmar.E muito impontante pensarmos,que estamos a ter um ataque de panico,e pensar que isto vai passsar,isto é a minha mente desiquilibrada.É de facto,importante evitar grandes momentos de stress e emoçoes muito fortes,pois sao um gatilho.Meus amigos estou a escrever isto e tive ha minutos um ataque de panico.É mesmo muito triste ter este problema e sofrer os seus sintomas.Ha que procurar evitar situação que provoquem essa situação.Nao desejo isto nem ao meu maior inimigo.

      • Estou tendo ataques frequentes, quase todos os dias. Aí corro pro PS, chego lá, sou medicada, muitas vezes no caminho já me acalmo. Tem sido um inferno pra mim e principalmente pra minha família. Meu marido, muitas das vezes que reclamo de estar passando mal, fala que não tenho nada, que e frescura. Mas pra nós, todos os sintomas são vem reais. Não sei mais o que fazer. Só não aguento mais passar por isso.

        • Momento muito ruim desda semana passada to tendo crise do pânico momento muito ruim q não desejou ne pro meu inimigo 😢sensação de morte não consigo me controla quando vou pra unidade de saúde no caminho crise vai embora e como ser fosse espírito do mal q vem nois perturba sensação q vc vai fica louca começa chora nao aguento mas Semana diante tá vindo frenquetamente tinha não tava mas dando crise mas esse mês de outubro so Jesus na causa esse meu depoimento.

      • Estou sofrendo dessa doença a 20 anos não saiu de casa não consigo viajar só fica em minha casa a 6 anos não vou na casa do meu filho ,tenho 46 e não consigo mas ter esperança de melhorar ,não vejo minha família que mora em outro estado a mas de 15 anos isso é terrível as vezes penso que nunca vou conseguir viver normalmente de novo!!

        • Oi Adriana sofro igual você não saiu mas de casa sozinha so acompanhada feira shopping etc.. porque se eu for sozinha começa me ataca sidrome do pânico no meio do caminho volto sensação que você vai morre tortura parece que você vai desmaia ja reparei as vezes q crise me ataca mas quando estou lugar cheio tinha viagem pra ir nen vou mas só pensa na viagem já vem crise só pensa muito ruim isso não levo mas minha filha na aula faz 8 mesea tenho medo de morrer por ae com crise q me ataca 😢😢😢😢😢

  2. Eu hoje, tinha que estudar para uma prova que tinha amanhã e tomei 4 cápsulas de café e agora mesmo, estou sofrendo um ataque de panico graças a essa page estou um poico más calmo…
    Se você está lendo isso e está sofrendo um ataque de pânico, por favor se acalme, respire fundo y não tenha medo, depois busque ajuda…

  3. Convivo com esse ataque de pânico a quase 15 anos e muitas vezes não consigo me controlar, há pouco tive uma crise é tive q chamar por alguém, muitas vezes me sinto constrangida. Todos os dias vou lutando contra essa síndrome.

    • Encha a boca com água. Não engula a água. Faça a respiração pelo nariz.
      Engula a água.
      Repita.
      Faça contas mentalmente das 4 operações. Faça manobras que exijam concentração, tipo aquela de girar a mão direita pra frente e a esquerda pra trás.
      Repita.

      Tô assim bem agora…..
      Vai passar brother…..Vai passar….

  4. Tambem tenho e ja tem um tempo e nao sabia que era ataque de panico,ja tive de madrugada,acordei varias vezes com dor forte no peito. Nunca falei para meu marido,nao sei o que fazer.

  5. gente também tive crises , como é complicado, parece que vamos infartar.
    Já agendei consultas com psiquiatras e psicologo ainda td muito novo.
    Estou aprendendo as tecnicas para aliviar isso, confio em Deus e peço que me cure.
    Estou escrevendo frases positivas ex;Hoje agradeço pela cura, alma,corpo e mente , minha libertação.

  6. Tenho essas crises desde a minha infância ,realmente suas emoções desencadeiam essas crises ,se estou deprimida ,estressada ,nervosa ,perco o sono ,e aí vem o medo ,medo de tudo , principalmente de morrer ,começo a pensar em algo que poderia causar minha morte ,aí começa o inferno ,pés gelados ,sudorese ,coração acelerado ,cabeça esquisita ,começo a tremer parece q estou morrendo de frio ,aí vem as sensações ruins ,faço exercícios da respiração ,tento voltar em algo do meu passado ,ou dia que estou feliz e lembrar os detalhes para ver se me concentro naquilo e passa ! Meu irmão tem isso tbém ,ele tomava calmante ,ele tinha muitas crises pois estava desempregado ,estava desanimado ,então sempre tem algo a ver com suas emoções ,ele agora está trabalhando e já melhorou ,não precisa mais tomar calmante .Eu estava há anos sem ter crises e essa semana recomeçou ,estou morando já 8 meses em outro estado longe da minha família ,vim com meu esposo e filho ,pois ele teve uma oportunidade de emprego aqui melhor ,e aí essas crises vieram novamente ,depois de 6 anos sem tê-las é difícil ,mas a gente tem q tentar dar a volta por cima ,procurar ajuda ,tentar se acalmar ! Vc não é a única pessoa a sentir isso ,não fique com medo ,procure alguém para desabafar ,ajuda médica ,isso não é frescura como todos dizem é a síndrome do Pânico .Espero ter ajudado .

  7. Em um ataque de pânico, impossível concentrar em respiração, ainda mais segurar o ar! Você já acha que não está respirando! Acordem! Eu to na crise! Se fosse fácil ninguém sofria!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui