Depressão é genética?

Conhecida como o mal do século, a depressão é uma doença que atinge aproximadamente 300 milhões de pessoas no mundo – aproximadamente 5% da população mundial. Diante dos números, a pergunta que fica é: será que a depressão é uma doença genética ou vem devido a fatores ambientais? Confira no Blog do FalaFreud.

Descubra se depressão é genética

Conheça as origens por trás da doença chamada depressão

Conhecida como o mal do século, a depressão é uma doença que atinge aproximadamente 300 milhões de pessoas no mundo – aproximadamente 5% da população mundial – e é a principal causa de incapacidade, segundo a Organização Mundial de Saúde. Diante dos números e sendo cada vez mais frequente entre a população, a pergunta que fica é: será que a depressão é uma doença genética ou vem devido a fatores ambientais?

Depressão e genética

Definitivamente a depressão tem relação com a genética do indivíduo. Estudos apontam que os genes que a pessoa carrega são responsáveis por 40% das chances de desenvolver a doença. O restante deste percentual é influenciado pelo ambiente e outros fatores externos.

A descoberta foi feita por uma equipe internacional de pesquisadores do King’s College London, na Inglaterra, a partir de um estudo com 800 famílias, no qual dois ou mais membros sofreram depressão severa. Eles descobriram que o cromossomo 3p25-26 está fortemente relacionado ao distúrbio.

Depressão e meio ambiente

Como falamos acima, não é apenas a genética que influencia no desenvolvimento do distúrbio. Nem todo mundo que vem de uma família com histórico de depressão experimenta episódios depressivos ao longo da vida.

Apesar do forte componente genético – que determina 40% das chances de desenvolver a depressão – existe 60% de chance da doença estar relacionada ao ambiente no qual a pessoa está inserida. Sendo assim, é importante levar em consideração estresses e fatores ambientais, como por exemplo, histórico de abuso na infância ou negligência dos responsáveis, perda de um ente querido, doenças físicas, entre outras situações.

Combinação entre genética e meio ambiente

De fato, as pesquisas indicam que é preciso olhar para a depressão como uma doença que não se relaciona apenas com a genética ou com o ambiente, mas sim como três coisas que caminham juntas e não devem ser pensadas separadamente.

Assim, com o aumento dos estudos e um melhor entendimento das correlações genéticas, ambientais e genéticas-ambientais, esperamos que no futuro tenhamos ferramentas ainda mais eficazes para tratar uma das doenças mais debilitantes do mundo.

Quer saber mais sobre o assunto? Veja as dicas dos terapeutas sobre como superar a depressão

Fonte: https://www.talkspace.com/blog/2018/04/is-depression-genetic/

Gostou deste conteúdo e quer ler mais sobre DiagnósticosDicas Para Saúde Mental  e Terapia ? Acesse o Blog do FalaFreud e leia nosso conteúdo feito por nossos especialistas para você !

 

comecar terapia

Um comentário em “Depressão é genética?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *