8 comentários em “Ansiedade e depressão ao mesmo tempo: Como tratar?”

    1. Eu tô a 2 anos e meio tratando e parece que nada resolve não aguento mais,tenho sintomas físicos diários,sem contar que as vezes da até febre,vou ao médico constantemente,já investigaram tudo,já fiz exames varias e varias vezes,de tudo que possa imaginar,graças a DEUS não da nada,mas os sintomas físicos me atormenta demais,não tenho vida, não saio de casa,nem na porta da sala sozinha,já pedi ajuda a uma série de profissionais,mas só me dão medicaçã, e parece que nada resolve!!!

  1. Eu não aguento mais,tenho os dois à 2 anos e meio,os sintomas físicos são terríveis,tenho até febre as fezes,já fiz todos os tipos de exames possíveis,e graças a DEUS não da nada, mas é difícil sinto medo sinto angústia por sentir esse monte de coisas e tomar medicação e nada melhora.

  2. Eu estou sem interesse pela vida, não tenho vontade de fazer nada, só ficar no quarto assistindo televisão ou até mesmo olhando para o nada, so saio do quarto pra comer ou pra ir ao banheiro. Nada me deixa feliz, acho que mesmo se eu ficasse milionária hoje não sentiria felicidade nenhuma, ainda não procurei um médico, pois sempre achei que isso era frescura das pessoas que tem, hoje já estou começando a pensar diferente, não tenho nem coragem nem de pegar no telefone pra marcar o médico, estou sem animo pra nada faz tempo. Será que estou mesmo com depressao?

  3. Depois de muito relutar fui ao psiquiatra e fui diagnosticada com ansiedade e depressão.
    Iniciei o tratamento, é difícil está transição de sentimentos , emoções e dores na alma. No início sentia um alívio com a cafeína do chá verde, entrava num estado de euforia, mas logo a tristeza era em dobro.
    Hoje após dias de insônia e sem ir ao trabalho procurei o psiquiatra.
    Além da medicação farei terapia .
    Pretendo voltar a natação, fazer o que gosto , pois passei muito tempo seguindo um padrão. Deixei de viajar, passear….e logo me vejo angustiada próxima as pessoas.
    Espero ficar bem.
    Obrigada pelo espaço .
    Nunca quis falar dos meus sentimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *